Defender a democracia é não esquecer do ocorrido em 08/01/2023


Unicamp reafirma seu compromisso com a diversidade e a liberdade

 

A universidade é uma grande casa que se  destina  ao desenvolvimento do pensamento, à promoção da diversidade e à coexistência de ideias contrastantes, na qual se fomenta o convívio entre formas variadas de estar no mundo, com dignidade, gozando de cidadania plena. E isso só é possível sob o manto da democracia.

Há um ano testemunhamos um episódio de grave ameaça a um dos pilares não só da universidade como de toda a sociedade brasileira e mundial, de todos os lugares que prezam  a liberdade e por permitir uma vida digna a tod@s. É importante no dia de hoje relembrar o ocorrido em 8/1, reafirmar a importância incontornável dos valores democráticos tanto para a sociedade como para os jovens que formamos cotidianamente. Esses jovens estão sendo preparados para oferecer seu melhor ao país observando os princípios da valorização de cada vida presente em seu entorno imediato e no planeta em geral, princípios responsáveis por fazerem de cada um de nós um guardião da liberdade e da democracia. Não devemos e não podemos nos esquecer do sério ataque sofrido por nossa democracia há um ano.

A Diretoria Executiva de Direitos Humanos (DEDH) da Unicamp e suas comissões assessoras entendem que lutar por equidade, combater as mais perversas modalidades de discriminação (sob a forma do racismo ou do preconceito de gênero, de origem, de religião, de alguma deficiência e outras) e impedir a contínua agressão ao meio ambiente, para não falar de outros esforços do tipo, é um embate constante em cuja base encontra-se uma sociedade desprovida de dúvidas sobre seus princípios democráticos. Colaborar para esse mundo melhor e solidário e  permanecer  firmes na defesa da democracia é o que nos  move como servidor@s públic@s e como cidad@s.